Pesquisar no Google:

Pesquisa Personalizada

Estude a Palavra de Deus Agora!

Estude a Palavra de Deus Agora!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

Postagens Populares:

Pesquisar no Blog:

terça-feira, 24 de maio de 2005

TABAGISMO...

TABAGISMO
Por: Jorge Schemes

“70% dos fumantes não acreditam que possam sofrer um infarto. 60% deles não acreditam que possam ter um câncer”!
Estatísticas:
· 16 bilhões de cigarros são consumidos por dia no mundo. Ao ano são 5 trilhões.
· 8 mil pessoas morrem por dia no mundo com câncer no pulmão devido ao cigarro.
· Atualmente 4 pessoas morrem por minuto no mundo. São 3,5 milhões por ano, segundo a OMS o cigarro provoca mais mortes do que as causadas pela AIDS, cocaína, heroína, álcool, suicídio e acidentes de trânsito, somadas.
· Segundo a OMS em 2.030 o cigarro matará 10 milhões de pessoas por ano ao redor do mundo.
· Há cerca de 1,5 bilhão de fumantes no mundo, ou seja, de cada 4 habitantes um é fumante. Uma epidemia mundial de acordo com a OMS.
· Cerca de 20% da população brasileira é fumante, em torno de 38 milhões de brasileiros.
· O cigarro provoca a morte de 200 mil pessoas por ano no Brasil; 16.667 vidas por mês; 556 pessoas por dia; 23 seres humanos por hora.
· Segundo o Doutor Linus Pauling (Nobel de Química), cada cigarro fumado encurta a vida em 14 minutos. Assim, fumantes que morreram entre 35 e 69 anos perderam em média 22 anos de vida.
· Até 2.025 morrerão 500 milhões de pessoas ao redor do mundo por causa do cigarro, destes, 200 milhões serão jovens que começaram a fumar na década de 90.
· Estes dados comprovam que o cigarro é a principal causa de morte evitável no mundo.

O que é o cigarro?
· Cada cigarro contém cerca de 4.800 substâncias tóxicas.
· Destas, 80 são cancerígenas, dentre elas: alcatrão, níquel, arsênio, cádmio, etc.
· Contém também: agrotóxicos (DDT); O Polônio 210 que é altamente radioativo causando alterações genéticas. Por exemplo, quem fuma um maço por dia equivale a receber uma carga radioativa nos pulmões de uma carga de raios-X diária.
· Acetona: usado como removedor de esmalte; Formol: conservante de cadáver; Amônia: tipo de desinfetante. Naftalina: mata-baratas; Fósforo P4/P6: usado em veneno de ratos.
· Nicotina: demora cerca de 8 segundos para atingir o cérebro. É uma droga psicoativa, pois prolonga a ação da Dopamina (hormônio).
· A Nicotina força o coração a bater 10 mil vezes a mais por dia. A Nicotina estimula a glândula supra-renal a produzir mais adrenalina. Quem fuma tem duas vezes mais chance de ter um infarto. Mulheres que fumam e usam a pílula anticoncepcional têm oito vezes mais chances de sofrer um AVC - Acidente Vascular Cerebral.
· Quem fuma um maço por dia, dando cerca de 10 tragadas por cigarro, sofrerá 73 mil impactos de nicotina no cérebro por ano.
· Em 10 anos serão quase um milhão de impactos e sensações, superando todas as drogas.
· A OMS classificou a Nicotina como um problema de saúde mental.
· O Monóxido de Carbono reduz o transporte de oxigênio para os tecidos vitais, cerca de 4% da fumaça do cigarro é CO.
· Enquanto a descarga de um carro tem entre 30 e 80 PPM (Partes Por Milhão), a fumaça do cigarro tem entre 20 a 40 PPM.
· A fumaça do cigarro está dividida em fumaça primária, aquela que é tragada e por isso esquentada, aquecida e filtrada; e a fumaça secundária, aquela que é o resultado da queima direta do cigarro, essa é a mais tóxica e prejudicial.
· Fumantes passivos: as estatísticas mundiais apontam que há mais de 2 bilhões de fumantes passivos no mundo.
· A UFRS fez uma experiência. Deixou um cigarro queimando num quarto de 30 metros cúbicos. O resultado foi que a poluição ambiental era 3 vezes maior que a de Cubatão nos seus piores dias. Permanecer uma hora dentro de uma danceteria equivale a um cigarro fumado.
· Permanecer 8 horas no trabalho com quem fuma, equivale a fumar 10 cigarros sem filtro.
· Mulheres que não fumam, mas são casadas com fumantes, têm aumentado em 30% as chances de ter um câncer de pulmão.
Efeitos no organismo:
· Há mais de 60 mil trabalhos científicos provando que o cigarro faz mal á saúde dos seres humanos que fumam e os que são fumantes passivos.
· A Amônia e o Ácido Hidrociânico paralisam as Ciliotoxinas (cílios pulmonares), irritam os olhos, o nariz e a garganta.
· O cigarro é responsável por:
· 50% dos derrames, além disso provoca dores de cabeça, depressão e insônia.
· 30% dos casos de câncer na boca, além de causar mau hálito e diminuição do paladar.
· 80% dos casos de câncer na Laringe e Faringe.
· 80% dos casos de câncer nos Pulmões, além de causar enfisema pulmonar e gripes.
· 30% dos casos de câncer no Estômago, Esôfago e Pâncreas, além de provocar úlceras e gastrites.
· 30% dos casos de câncer na bexiga e rins.
· O cigarro também provoca Tromboses, AVC (derrame), rugas e celulites e envelhecimento precoce.
· 50% dos fumantes masculinos sofrem de impotência causada pelo cigarro.
· 20% dos casos de câncer no útero, além de provocar abortos e contribuir para o nascimento de bebês com baixo peso, prematuros e com deficiência mental.
· O cigarro também atinge os olhos, a voz, os ouvidos, as mãos e os cabelos dos fumantes. Provoca rouquidão, redução na capacidade visual, catarata, diminuição do olfato e do paladar, mãos frias e cabelos opacos, e o risco de surdez é aumentado.

Fumo, sociedade e família:
· As Leis antitabágicas são cada vez mais rigorosas, afetando a vida social e profissional de quem fuma.
· O fumante é considerado um cidadão de segunda categoria.
· Homens fumantes podem estar contribuindo para causar males em seus filhos, netos e até bisnetos. O bioquímico americano Bruce Ames, da Universidade da Carolina do Norte nos EUA, pesquisou 15 mil crianças filhos de fumantes que fumavam mais de 20 cigarros por dia e descobriu que elas tinham duas vezes mais chances de nascer com defeitos e problemas cardíacos que os filhos de não fumantes.
· O Instituto Nacional de Saúde Ambiental pesquisou 220 crianças com menos de 14 anos que tinham câncer. Foi constatado que os casos com leucemia e câncer linfático eram mais comuns em filhos de pais fumantes e que os casos de câncer no cérebro eram 40% mais comuns. O estudo constatou que os efeitos do uso do cigarro não afetam apenas os pais fumantes, mas afetam o DNA de seus descendentes podendo atingir até os bisnetos.
· Pesquisas revelam que o hábito de fumar é visual, ou seja, o visual dos gestos de fumar causa uma sedução visual e leva a uma indução ao hábito de fumar. Estudos feitos entre dois grupos de cegos confirmaram esta tese; no primeiro grupo, composto de cegos de nascença, apenas 16% eram fumantes, enquanto no segundo grupo, composto por pessoas que ficaram cegas no decorrer da vida, 56% eram fumantes. Essa diferença se deve ao fato de que o segundo grupo foi influenciado por propagandas e pessoas fumantes. Assim, não são apenas as crianças que começam a fumar ao verem os adultos fumantes, mas as pessoas de um modo geral.
· Os adolescentes começam a fumar devido a vários fatores:
- Curiosidade: 62,3%.
- Imitar pais ou colegas: 26,5%.
- Os garotos fumam para a auto-afirmação de sua masculinidade.
- As garotas fumam para emagrecer.

Fumo engorda jovens de 16 a 24 anos, diz pesquisa:
A crença de que o fumo emagrece resistiu a 50 anos de pesquisas, mas não vale para todos. Um estudo da Universidade de Glasgow, na Escócia, mostrou que essa regra não se aplica para quem tem de 16 a 24 anos. Pesquisa feita com mil jovens nessa faixa etária concluiu que os fumantes dessa idade têm predisposição para ganhar peso ou se tornar obeso, quando comparados aos que não fumam. A tendência é maior entre as mulheres. O estudo examinou o IMC (índice de massa muscular) de 9.047 pessoas entre 16 e 74 anos. A cardiologista Jaqueline Scholz Issa, do Incor (Instituto do Coração) do Hospital das Clínicas, diz que a conclusão da pesquisa é "uma grande novidade": "Não havia estudo mostrando que a fumante pode ganhar mais peso do que o não-fumante", diz. Um dos autores da pesquisa, o nutricionista Mike Lean, da Universidade de Glasgow, diz que a interação entre fumo, gordura e hormônios pode explicar por que as jovens ganham peso ao fumar. A hipótese de que o ganho de peso poderia ser resultado do consumo de bebida alcoólica ou da falta de exercícios não foi comprovada na pesquisa, diz o nutricionista. Mesmo quando esses fatores são ponderados, a diferença entre fumantes e não-fumantes é "significante". Para Lean, a única forma segura de perder peso é comer menos e fazer mais exercícios. Para a cardiologista Jaqueline Scholz Issa, a pesquisa pode ter captado um viés: o de que garotas gordas comecem a fumar para emagrecer. O problema do estudo, segundo a cardiologista, é que não dá para entender por que o fumo provocaria aumento de peso até os 24 anos e após essa idade tem efeito contrário. Com 25 anos, 1m72 e 65 quilos, a produtora de vídeos mineira Camila Andrietta diz que não deixa o cigarro por temer ganhar alguns quilinhos a mais. "Prefiro ser uma fumante magra que uma saudável gorda", resume. Camila, que fuma desde os 17 anos, já tentou parar cinco vezes e desistiu porque engordou muito. "Na última vez, há três anos, ganhei cinco quilos em dois meses”.Quando sente fome, ela diz que fuma um cigarro atrás do outro e fica saciada. (FSP)

Estudo da Universidade de Glasgow, na Escócia, detectou a tendência na faixa de 16 a 24 anos; mulheres são mais afetadas.

Fonte: Folha de São Paulo.

Uma das crenças sobre o cigarro que resistiu incólume a 50 anos de pesquisas, a de que o fumo emagrece, não vale para todos. Um estudo conduzido pela Universidade de Glasgow, na Escócia, mostrou que essa regra tem uma exceção: não vale para aqueles que têm entre 16 e 24 anos. Um levantamento feito com mil jovens nessa faixa etária concluiu que os fumantes têm uma predisposição maior para ganhar peso ou se tornar obesos quando comparados àqueles que não fumam. A tendência é maior entre as mulheres. A cardiologista Jaqueline Scholz Issa, do Incor (Instituto do Coração) do Hospital das Clínicas de São Paulo, diz que a conclusão da pesquisa é ''uma grande novidade'' médica: ''Não havia estudo mostrando que o fumante pode ganhar mais peso do que o não-fumante'', afirma ela. Um dos autores da pesquisa, o nutricionista Mike Lean, do departamento de nutrição humana da Universidade de Glasgow, diz que a interação entre fumo, gordura e hormônios pode explicar por que as jovens ganham peso ao fumar. Outra explicação, segundo ele, é que jovens têm uma predisposição maior para desenvolver uma flacidez no diafragma em conseqüência do fumo. O dano muscular, segundo o pesquisador, reduz a capacidade de queimar gorduras. A flacidez do diafragma atinge mais o sexo feminino: enquanto 25% das meninas de 15 anos têm esse dano muscular, nos meninos da mesma idade o índice cai para 14%. O estudo, publicado no ''International Journal of Obesity'', examinou o IMC (índice de massa muscular) de 9.047 pessoas entre 16 e 74 anos, que haviam sido examinadas pela Pesquisa Escocesa de Saúde em 1998. O IMC é calculado dividindo-se o peso (em quilos) pela altura elevada ao quadrado (em metro). Os índices entre 25 e 29,9 indicam sobrepeso; acima de 30 apontam obesidade. Além do IMC, o levantamento mediu o quadril e a cintura dos pesquisados. O resultado mostrou, ainda de acordo com Lean, que os jovens de 16 a 24 anos de ambos os sexos têm uma tendência de ser mais pesados do que o grupo de não-fumantes. Há outros índices que apontam ganho de peso. A cintura das adolescentes fumantes cresce mais rapidamente do que a das não-fumantes. Em metade das adolescentes, o índice de massa corporal era acima de 25, o que indica sobrepeso ou obesidade. A descarga de hormônio que ocorre nessa faixa etária provoca aumento de peso em adolescentes, segundo Lean. A gordura no abdômen enche o sistema circulatório com massa gordurosa e hormônios. Essa combinação é inflamatória para os tecidos. A hipótese de que o ganho de peso poderia ser resultado do consumo de bebida alcoólica ou de falta de exercícios não foi comprovada na pesquisa, afirma o nutricionista. Mesmo quando esses fatores são ponderados, a diferença entre fumantes e não-fumantes é ''significante''. Para Lean, a única forma segura de perder peso é comer menos e fazer mais exercícios. Surpresa - A chefe da divisão de Controle do Tabagismo do Inca (Instituto Nacional do Câncer), Tânia Cavalcante, diz que o resultado da pesquisa é uma surpresa porque imperava a idéia generalizada de que o cigarro emagrece porque queima mais lipídios ao acelerar o metabolismo e porque o paladar do fumante faz com que ele coma menos. Para ela, a pesquisa pode minar um dos últimos nichos da indústria do cigarro: a associação entre fumo e mulheres esbeltas. A cardiologista Jaqueline Scholz Issa diz que a hipótese do estudo, de que a interação entre fumo e hormônios pode levar a aumento de peso, faz sentido. Já se sabia, diz ela, que o fumo tem uma interferência metabólica ''fenomenal'': o cigarro eleva a resistência à insulina e provoca aumento da gordura visceral. O fumo também reduz a produção de HDL, o colesterol protetor. É por causa dessa combinação (menos HDL e mais gordura visceral) que o fumante corre mais risco de sofrer doenças cardíacas. Tudo isso, no entanto, não invalida a hipótese de que a pesquisa pode ter captado um viés: o de que as garotas gordas comecem a fumar para emagrecer, diz Jaqueline. O problema do estudo, de acordo com a cardiologista, é que não dá para entender por que o fumo provocaria aumento de peso até os 24 anos e depois dessa idade tem um efeito contrário. Só novas pesquisas podem acabar com essas dúvidas, de acordo com Jaqueline. Não havia estudo mostrando que o fumante pode ganhar mais peso do que o não-fumante’’.

Jorge Schemes
Autor do Livro: "O que você precisa saber e fazer para deixar de fumar".
Técnico Pedagógico na GEECT - Gerência da Educação, Ciência e Tecnologia.
Professor de Filosofia da Educação na FEJ - Faculdade de Educação de Joinville - ACE.
Bacharel em Teologia Línguas Bíblicas - Grego e Hebraico.
Licenciado em Pedagogia com Habilitação em Administração Escolar.
Pós-graduado em Interdisciplinaridade e Metodologia do Ensino Superior.
Pós-graduado em Psicopedagogia Clínica e Institucional.
Licenciado em Ciências da Religião pela FURB.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada

Mais Postagens: